A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) emitiu uma nota de repúdio contra a agressão sofrida por representantes das associações dos policiais militares do Ceará por parte do senador Cid Gomes (PDT/CE), que utilizou uma retroescavadeira com a intenção de atacar os policiais que reivindicavam aumento salarial ao Governo do Ceará no último dia 19 de fevereiro, na cidade de Sobral.

Confira a nota na íntegra:

A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) vem a público manifestar sua indignação e repúdio ao ato agressivo praticado pelo Senador, Cid Gomes (PDT/CE), sofrido pelos representantes das associações de Policiais Militares do Estado do Ceará.

A Cobrapol considera inadmissível que este tipo de agressão contra trabalhadores continue a ocorrer no país e exige das autoridades apuração e punição imediata contra o autor desse ato.

Afirmamos ser inaceitável qualquer tipo de uso da força para realizar intimidação visando coibir o pleno exercício da liberdade de manifestação de cada um. No caso em comento, somente a justiça pode atuar, conforme preceitua a lei.

Consideramos que houve muita empáfia por parte do senador ao dar um prazo e depois atacar os manifestantes com o uso desproporcional da força de uma retroescavadeira.

Repudiamos o ataque, pois consideramos a manifestação um meio de trazer à luz dos acontecimentos, a desvalorização da Segurança Pública como um todo, que vem sendo aplicada paulatinamente ao longo de décadas.

André Luiz Gutierrez
Presidente da Cobrapol