O diretor jurídico do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) e vice-presidente da Federação Interestadual dos Policiais Civis da Região Nordeste (FEIPOL-NE), Ênio Nascimento, participou, juntamente com os presidentes da Cobrapol, presidentes da FEIPOL-CON e representantes das demais Federações, de uma reunião virtual com o senador Izalci Lucas (PSDB/DF) e sua assessoria, na quarta-feira, 24.

Na oportunidade, foi discutida a PEC 186/2019, que possibilita o calote em direitos sociais e entes federados. O Substitutivo da “PEC Emergencial”, como é chamada, tem um texto ainda mais penoso contra os servidores públicos, incluindo os Policiais Civis, que estão na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus desde o início. Caso seja aprovada, a PEC Emergencial possibilita a redução de 25% de salário e jornada de servidores públicos. O senador Izalci Lucas se colocou à disposição para apoiar os Policiais Civis no pleito contra o congelamento por tempo indeterminado de seus direitos.

Prova da força sindical entidades representativas dos Policiais Civis é que a mobilização já surtiu efeito. A votação da PEC 186/2019, que deveria ocorrer na quinta-feira, 25, está suspensa e deve ser retomada na semana que vem.

Participaram também da reunião André Gutierrez, presidente da Cobrapol; Marcilene Lucena, presidente da FEIPOL-CON; Marcus Monteiro, vice-presidente da Feipol-CON; Emerson Ayres, presidente da Feipol Sul; Márcio Pino, presidente da Feipol Sudeste; Itamir Lima, presidente da Fepol Norte; e Jáder Luz, diretor da Feipol-CON.